Constantine: Cancelamento a vista e apelo de ator

Impressionante como as HQs de Alan Moore sofrem com adaptações. Depois de diversos fracassos no cinema (que são completamente ignorados por ele) agora é na televisão que uma de suas maiores criações, John Constantine, sofre com o provável cancelamento da série na primeira temporada.

Save ConstantineImpressionante como as HQs de Alan Moore sofrem com adaptações. Depois de diversos fracassos no cinema (que são completamente ignorados por ele) agora é na televisão que uma de suas maiores criações, John Constantine, sofre com o provável cancelamento da série na primeira temporada.

Constantine já começou com um desafio: Superar o fraco filme homônimo de 2005 estrelado por Keanu Reeves. Pra piorar, a série foi escalada para as sextas-feiras – pior dia da audiência americana e onde as emissoras costumam desovar as produções que estão prestes a cair.

O primeiro desafio foi superado com méritos. Matt Ryan convence no papel do personagem. Ao contrário de Reeves, o ator nasceu no Reino Unido e é loiro, assim como Constantine nas HQs de Hellblazer. Além do mais, sua interpretação cínica lembra bem os trejeitos originais do personagem de Moore.

Mas o problema mesmo é que o segundo desafio esta praticamente impossível de superar. A fraca audiência das sextas-feiras (Constantine só tem três milhões de espectadores, o que é fraco para os padrões americanos) fez com que a NBC diminuísse o número de episódios para 13 capítulos, ao invés dos 23 previstos no início da produção.

O perigo de cancelamento é tão eminente que Ryan começou a fazer uma campanha no twitter para os fãs de Constantine assistirem a série e evitar que ela seja interrompida logo na primeira temporada. É torcer para que os fãs das HQs abracem a produção para salvá-la. Caso contrário, a alma de Constantine estará condenada para sempre.

Visite nossa loja

Visite nossa loja

Sigam-nos os bons