Longa que marca o retorno de Kiyoshi Kurosawa ao gênero do terror estreia em 17 de novembro

Estreia confirmada em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Salvador e Fortaleza.

 

 

Após exibição especial na Berlinale 2016, Zeta Filmes leva “Creepy” ao circuito comercial brasileiro

Trailer: https://vimeo.com/184706209

 

Após um incidente traumático, Takakura deixa sua carreira de detetive para trabalhar como professor de psicologia criminal e decide viver com sua esposa em uma nova vizinhança. Quando Nogami, com quem trabalhava na polícia, procura sua ajuda, ele acaba se comprometendo com a investigação de um antigo caso ainda não resolvido.

 

Nogami espera que, devido à sua formação, Takakura seja capaz de buscar nas memórias da garota Saki, uma explicação para o desaparecimento de sua família, ocorrido seis anos antes.

 

Enquanto ajuda Nogami, o ex-detetive acaba se envolvendo no mistério que ronda seus estranhos novos vizinhos, quando a adolescente Mio revela que aquele que é supostamente seu pai não passa de um completo estranho, e que não o conhece.

 

Dessa maneira, Takakura, que abdicara o cargo de detetive, se encontra enredado na investigação de dois casos diferentes, mas igualmente misteriosos.

 

Este é o mote de “Creepy”, 18º longa-metragem de Kiyoshi Kurosawa, que estreia em 17 de novembro. O filme marca o retorno do diretor ao horror, gênero no qual se consagrou como expoente nas décadas de 1990 e 2000, mas do qual se manteve afastado em seus últimos projetos. O filme foi exibido pela primeira vez no 66º Festival Internacional de Cinema de Berlim, e no Brasil, no Indie 2016, em setembro.

 

O diretor

Nascido em 1955 no Japão, Kiyoshi Kurosawa fez “Kandagawa Warsm” seu primeiro filme, em 1983. Tornou-se conhecido internacionalmente no final da década de 1990, com o thriller “A Cura” (1997), firmando-se como um dos cineastas mais importantes do horror japonês. Sua filmografia subsequente manteve-se consistente, recebendo diversos prêmios em festivais internacionais, como Cannes, Roma e Chicago.

 

Creepy (DCP, Japão, 2016, 130 min., 16 anos)

Direção: Kiyoshi Kurosawa

Roteiro: Kiyoshi Kurosawa e Chihiro Ikeda

Direção de fotografia: Akiko Ashizawa

Montagem: Koichi Takahash

Música: Yuri Habuka

Distribuição: Zeta Filmes

 

Distribuição

A Zeta Filmes, criada em 1998 em Belo Horizonte, é uma produtora cultural que se dedica a realização de festivais de cinema, mostras, curadorias e exposições audiovisuais. Realiza o Indie Festival há 16 anos em Belo Horizonte e São Paulo, e também o Fluxus Festival que promove exposições de artistas audiovisuais. A Zeta começou a atuar também, em 2013, como distribuidora de filmes internacionais independentes no circuito comercial brasileiro. Distribuiu filmes premiados como Ida, ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2015; importantes diretores do cinema contemporâneo como Hong Sang-soo, Apichatpong Weerasethakul, Larry Clark, Corneliu Porumboiu, Danis Tanovic e Tsai Ming Liang; novos diretores como Sean Baker, Alex Ross Perry, Denis Côté e Amat Escalante, além de filmes autorais em 3D como Caverna dos sonhos esquecidos, de Werner Herzog e Contos da Noite, de Michel Ocelot. A Zeta também é responsável pelo Clássica, que leva aos cinemas versões restauradas de filmes clássicos como “A Doce Vida”, de Federico Fellini e “O Sétimo Selo” de Ingmar Bergman.Em 2016, a distribuidora estreou “Janis: Little Girl Blue”, de Amy Berg, “Tangerine”, de Sean Baker e “Na Ventania” de Martti Helde, entre outros. Site: www.zetafilmes.com.br

Adicionar aos favoritos o Link permanente.